//
you're reading...
Apito Dourado

Luís Filipe Vieira terá corrompido Carolina Salgado

No momento em que Carolina Salgado se prepara para lançar um novo livro, intitulado “Descida ao Inferno” onde irá continuar o seu ataque a Pinto da Costa e ao FC Porto é altura de recordar alguns factos relacionados com o processo APITO DOURADO.

1) Antes de mais lembrar, que a principal razão para Pinto da Costa ter sido ilibado de todos os casos em que se viu envolvido, foi a falta de credibilidade da principal testemunha, precisamente Carolina Salgado. Não foi de forma alguma o facto das escutas terem sido mais tarde consideradas ilegais como alguma Comunicação Social quis propagar. As escutas foram objecto de análise no acto da investigação e do julgamento. Mais tarde foram consideradas ilegais, mas o grande entrave a qualquer condenação foi a falta de credibilidade de Carolina Salgado como se pode ler nos Acordãos que ditaram a sentença. Está tudo muito bem explícito.

2) Na origem do facto supra-citado no ponto 1, é preciso referir que muitas das declarações que Carolina Salgado proferiu em tribunal foram mentiras, comprovadamente mentiras, nomeadamente quando ela indica que esteve em locais onde seria impossível estar, quando ela descreve com detalhe a destruição de câmaras de segurança que nunca existiram. Foram diversas as afirmações, que se vieram a demonstrar serem precisamente falsidades. Se as mentiras foram tantas sob juramento, o que fará para vender um livro.

3) Por fim, recordar ainda que em duas situações diferentes, testemunhas no caso, afirmaram que Luís Filipe Vieira conspirou e consequentemente corrompeu Carolina Salgado. Refiro-me ao ex-companheiro de Carolina Salgado Paulo Lemos e à sua irmã Ana Salgado. Esta última primeiro numa entrevista à SIC, Paulo Lemos em tribunal sob juramento. Paulo Lemos e Ana Salgado acusaram também Lenor Pinhão, adepta do Benfica, de fazer parte da conspiração. Como sabemos a própria acabou por admitir que fez a revisão do livro, acabando por acrescentar alguns capítulos.

Ficam aqui 2 notícias que irão ser posteriormente analisadas:

“Filipe Vieira pagou 20 mil euros para patrocinar livro de Carolina”

21/07/2007

Ana Salgado acusou, em entrevista difundida ontem à noite na íntegra pela SIC, no Jornal da Noite, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, de ter pago 20 mil euros para patrocinar o livro Eu, Carolina. A publicação, nas bancas há já alguns meses, menciona situações que atingem o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, o qual é acusado de ter praticado actos de corrupção desportiva.

Segundo as palavras proferidas pela irmã gémea de Carolina Salgado, antiga companheira do máximo dirigente dos dragões, Carolina terá sido “apoiada” pelo presidente do Benfica, assim como pela jornalista Leonor Pinhão, benfiquista confessa e assumida, no sentido de adulterar a versão original do livro Eu Carolina, que Ana Salgado assegura ter na sua posse.

Fonte:

Filipe Vieira pagou 20 mil euros para patrocinar livro de Carolina (Diário de Notícias)

Ex-companheiro diz que Carolina Salgado conspirou com Filipe Vieira contra Pinto da Costa

10/03/2009

Paulo Lemos, testemunha de defesa de Pinto da Costa no “caso do envelope” do “Apito Dourado”, afirmou hoje em tribunal que o presidente do Benfica conspirou com Carolina Salgado, ex-companheira do líder do FC Porto, para incriminar o dirigente portista.

Na quinta sessão do “caso do envelope”, um apêndice do mega-processo de corrupção desportiva Apito Dourado, em julgamento no Tribunal de Gaia, Paulo Lemos, ex-companheiro de Carolina Salgado, revelou alguns dados dos encontros entre o líder “encarnado”, Luís Filipe Vieira, e a autora do livro “Eu, Carolina”.

«Num jantar em Lisboa, Luís Filipe Vieira disse a Carolina: O que tens para mim e quanto queres por isso?», contou Paulo Lemos, inquirido pelo advogado Gil Moreira dos Santos, representante legal de Pinto da Costa.

«Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, tentou, nesse jantar, incriminar Pinto da Costa, juntamente com Carolina. Estava também presente Leonor Pinhão (jornalista)», afirmou, admitindo ter presenciado essa conversa.

A testemunha de defesa, que chegou a ser acusado, com Carolina Salgado, do crime de fogo-posto aos escritórios do advogado Lourenço Pinto e de Pinto da Costa, falou de três jantares no restaurante “propriedade de Baba”, uma mulher que disse ser esposa do empresário de futebol Jorge Baidek.

«Carolina, nos três jantares nesse restaurante em Lisboa, falava sempre em privado com Baba. No último jantar, com Luís Filipe Vieira, estava Leonor Pinhão e outras pessoas que não conheço», disse o confesso adepto portista e actualmente sem qualquer relação com Carolina.

Fonte:

Carolina Salgado conspirou com Luís Filipe Vieira (JN/Lusa)

Discussion

No comments yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: